R$ 35,00

 

Título: CALEIDOSCÓPIO
Autor: Luiz Antonio de Assis Brasil (org.)

Dimensões: 14 x 21 cm
Páginas: 256
Gênero: Contos
Publicação: Class / Bestiário, 2018

Autores:

Andrezza Postay
Alexandre Rodrigues
Cátia Simon
Cesar Marcos Casaroto Filho
Cristiano Vaniel
Daniel Cerato Germann
Erik Weber
Gabriel Madeira
Gabriela Cantergi
Gabriela Richinitti
Gerda Horn Caleffi
Luciana Urbim
Maria Avelina Gastal
Mariana Müller
Nara Accorsi

A tradicional Oficina de Criação Literária da PUCRS, conduzida pelo escritor Luiz Antonio de Assis Brasil há mais de 30 anos, tem feito bem mais do que a ingrata tarefa de ensinar a escrever. Ela tem desempenhado o fundamental papel de reunir novos talentos em torno da paixão e do objetivo comum com a escrita. Não saem de lá meros alunos aptos a se tornarem escritores, mas escritores aptos a se tornarem autores. Isto é, não lhes falta talento, e tampouco obras latentes. Em grande parte, falta apenas a última peça para sedimentar o caminho de uma promissora carreira: a publicação.
Um resultado sempre admirável da Oficina são as antologias de contos promovidas no final dos encontros. Mas atenção, leitor: não pense que o livro que você tem em mãos cumpre um papel protocolar. Pelo contrário, os textos aqui reunidos são de uma qualidade e de uma diversidade impressionantes. De antologias como esta já saíram grandes nomes que hoje circulam pelo meio literário. Esta é uma galeria para se observar com atenção.
Tal como um verdadeiro caleidoscópio, as imagens evocadas nestes contos se refletem e se refratam de modo a formarem possibilidades intermináveis. Como se cada um dos 15 autores aqui reunidos fossem espelhos virados um para os outros, seus pontos de vistas, estilos e visões de mundo se projetam infinitamente nas paredes desse universo chamado literatura. Este livro, que reúne a produção criativa de excelentes ficcionistas, é a possibilidade única de flagrar talentos em suas primeiras e deliciosas manifestações.
E eles vêm das mais diversas áreas. Aqui estão jornalistas, professores, estudantes, médicos. Alguns já são experientes, outros estão no frescor da estreia. E passeiam pelos mais variados temas. Das fragilidades de uma doença, de um parto ou de uma morte; de dias nublados e ensolarados, e passagens meteorológicas da vida escolar; da migração do interior e da vida nos centros urbanos; dos bordados, da consciência do próprio corpo; de samurais, dragões e lagartos; crimes, cigarros e estrelas; de histórias bíblicas humanizadas, cartas que não chegam, lembranças da infância; da impossibilidade de enxergar cores, até o ato de escrever. O mundo está aqui representado em quinze vozes únicas. Como um caleidoscópio – que significa “olhar belas imagens” – o jogo espelhado dessas histórias levará o leitor a uma prazerosa viagem pela boa leitura..