Cortázar con Flanelle

Editores
Roberto Schmitt-Prym
Charles Kiefer

Conselho Editorial
Charles Kiefer
Luiz Antonio de Assis Brasil
Roberto Schmitt-Prym
Volnyr Santos

BESTIÁRIO - Revista de Contos
Rua Marques do Pombal, 788/204
90540-000 Porto Alegre, RS - Brasil

 

      A revista BESTIÁRIO, em seu 26º número publica dezoito novos textos de  alguns dos mais respeitados contistas brasileiros, hispano-americanos e portugueses e uma coletânea de contos de Natal.

      Também têm espaço garantido autores novos e promissores  coluna intitulada "Vitrine Literária".

      A revista oferece ainda textos críticos e teóricos, resenhas e traduções inéditas.

      Nestes vinte números, a revista já publicou mais de 600 textos de 600 autores.

      O título da revista é uma homenagem a obra de Julio Cortázar:

      "A literatura é uma das possibilidades da felicidade humana. Sou feliz quando escrevo e penso que posso dar um pouco de felicidade aos leitores". A afirmação saiu numa das diversas entrevistas feitas pelo jornalista uruguaio Ernesto González Bermejo com o escritor Julio Cortázar, que resultaram no livro "Conversas com Cortázar". "E quando digo felicidade", continua ele, "não estou me referindo a uma felicidade beata: felicidade pode ser exaltação, amor, cólera..." 

      Se estivesse vivo, Cortázar completaria em 2004 noventa anos de idade. Este ano marca ainda os vinte anos de sua morte, ocorrida em 12 de fevereiro de 1984.

      Seu primeiro livro de destaque data de 1951. Os oito contos de "Bestiário" já trazem uma das características mais marcantes da literatura de Cortázar: a irrupção do fantástico no cotidiano. São casas tomadas por presenças inexplicáveis, passageiros de ônibus de comportamentos bizarros, pessoas que vomitam coelhinhos. Na sua definição, "o fantástico é a indicação súbita que, à margem das leis aristotélicas e da nossa mente racional, existem mecanismos perfeitamente válidos, que nosso cérebro lógico não capta".